Sono e alimentação

Publicado em 30/03/2020

Especialistas de todo o mundo concordam que sono, exercício e nutrição são alicerces da boa saúde.

Sabemos que dormir menos do que o habitual aumenta o apetite. Evidências científicas mostram que, quando se dorme pouco, há uma tendência de ingerir mais calorias, em especial alimentos gordurosos e açúcares. No entanto, o gasto de energia deste período acordado não compensa a ingestão a mais.

Existe um mecanismo molecular nas células de gordura do nosso corpo que conecta diretamente a perda de sono à interrupção da regulação da energia corpórea, alterando o balanço dos hormônios que controlam o apetite (Ghrelina) e a saciedade (Leptina), algo que pode levar, ao longo do tempo, ao ganho de peso, diabetes e outros problemas de saúde.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support